Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \27\UTC 2009

Foto: Roberto Ripoli

Foto: Roberto Ripoli/Flickr

 

 

Deteriorada, área vai para o Estado, que quer fazer um polo cultural

Marici Capitelli

A Justiça determinou este mês que a Secretaria de Estado da Cultura tome posse da Vila Itororó, no Bexiga, região central. Construído na década de 20 com a proposta arquitetônica de ocupação do espaço público pela comunidade, hoje o lugar, tombado pelo patrimônio histórico, está completamente deteriorado. Com a decisão, 220 moradores deixarão o local.

A área que será reintegrada tem quase 5 mil metros quadrados, onde estão 37 casas e um palacete. O pedido de imissão de posse, aceito pela Justiça, foi feito pela Secretaria de Estado da Cultura. O órgão informou que no local será instalado um polo cultural, sob responsabilidade da Secretaria Municipal da Cultura. A Prefeitura foi procurada, mas não se pronunciou sobre o projeto.

A matéria é do Estadão e continua:

Read Full Post »

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Recentemente li o livro “Meu Velho Centro. Histórias do Coração de São Paulo”, publicado pelo selo SESC-SP/Boitempo Editorial, do jornalista Heródoto Barbeiro.

Heródoto descreve com suavidade seu tempo de infância, adolescência e idade adulta vividos no velho centro da cidade de São Paulo, ou carinhosamente como ele mesmo descreve “Centrão”.

Para quem frequentou ou mesmo frequenta e conhece um pouco da região, o livro traz uma viagem ao tempo, antigos lugares, ruas, casas e personagens. Uma vida cotidiana que não existe mais naquela São Paulo a partir das décadas de 1940. O livro também traz fotos interessantes da cidade e do álbum da família Barbeiro.

No final do livro está uma foto da Igreja da Boa Morte localizada na Rua do Carmo e que recentemente foi entregue toda restaurada. Infelizmente ao lado da foto da Igreja da Boa Morte está a do antigo quartel do Parque Dom Pedro II, que há anos encontra-se em abandonado e se deteriorando dia após dia.

O jornalista comenta também sobre a revitalização do Centro e suas fachadas repletas de anúncios. Atualmente muitas edificações da região central foram restauradas e já não carregam publicidades desde que foi implantada a operação “Cidade Limpa” do prefeito Gilberto Kassab. 

O livro faz uma viagem ao tempo, contudo, nos faz ter um conhecimento de que a cidade conseguiu se modernizar e ainda manter alguns lugares bucólicos como naquela década, lugares estes que precisam ser conhecidos pelos paulistanos e pelos admiradores desta cidade.

Read Full Post »

A rota dos vitrais

Um passeio pelas obras fabricadas pela Casa Conrado, que completa 120 anos

 Por Daniel Nunes Gonçalves  – 19.08.2009

Nem o martelo de 1955 para testar o reflexo nos joelhos dos pacientes, nem a foto de dom Pedro II visitando o hospital em 1886. As relíquias que mais se destacam no prédio da Beneficência Portuguesa, na Bela Vista, em meio à recém-aberta exposição que comemora seus 150 anos, são 48 vitrais. Em especial os 33 que cobrem, desde os anos 50, três paredes do Salão Nobre. Eles compõem o acervo de mais de cinquenta conjuntos instalados em São Paulo pela Casa Conrado. A empresa foi fundada em 1889 pelo alemão Conrado Sorgenicht (1835-1901), que havia desembarcado no país catorze anos antes, depois do fim da Guerra Franco-Prussiana. Pela primeira vez, produziam-se vitrais nacionais como os que eram importados da Europa e haviam iluminado o período da Idade Média. Originária do Oriente no século X, essa técnica minuciosa ganharia espaço nos principais prédios públicos, igrejas e mansões paulistanos ao longo dos últimos 120 anos.

Catedral da Sé Foto: Hélio Bertolucci Jr.

Catedral da Sé Foto: Hélio Bertolucci Jr.

É o caso do Mercado Municipal, da Catedral da Sé e da Sala São Paulo, com vitrais executados ou restaurados pelos três homens de mesmo nome que ligaram a história da família à da capital paulista. O patriarca não desenhava. Importava os vidros coloridos e os colava com um filete de chumbo conforme o desenho de artistas convidados, seguindo a técnica difundida nas igrejas góticas de seu país. Foi um de seus herdeiros, o também alemão Conrado Sorgenicht Filho (1869-1935), quem realmente exibiu talento artístico e impulsionou a vidraria. Os painéis com ilustrações rurais que colorem o Mercadão, no centro, desde 1932 foram feitos por Conrado Filho após uma viagem pelo campo para fotografar referências. Por abrigar os soldados que lutavam na Revolução Constitucionalista, o mercado sofreu com vidros quebrados por tiros e teve sua inauguração adiada para o ano seguinte.

A matéria é da revista Veja São Paulo e continua:

Read Full Post »

Imagens que falam por si. Muitas construções preservadas e outras de completo  abandono dentro do cenário da cidade de São Paulo. É o patrimônio da nossa história, nossa gente, através de antigas residências, construções fabris, vilas, hotéis, etc.
Rua Caio Prado. Consolação

Rua Caio Prado. Consolação

 

Fábrica Açucar União recentemente demolida. Mooca

Fábrica Açucar União recentemente demolida. Mooca

 

Antigo Hotel. Brás

Antigo Hotel. Brás


Hospital Matarazzo há anos fechado. Bela Vista

Hospital Matarazzo há anos fechado. Bela Vista

Antiga fábrica da Neofarm. Bom Retiro

Antiga fábrica da Neofarm. Bom Retiro

Arquivo Histórico do Município recentemente restaurado. Uma bela iniciativa. Bom Retiro

Arquivo Histórico do Município recentemente restaurado. Uma bela iniciativa. Bom Retiro

 

Solar da Marquesa dos Santos passando por restauração. Centro

Solar da Marquesa dos Santos passando por restauração. Centro

Mais fotos:

Read Full Post »

A famosa Praça da Sé, com seu marco zero, sua linda Catedral, sua nova estátua do apóstolo São Paulo, não apresenta em toda a sua extesão a mesma beleza e a mesma frequência de pessoas, transeuntes e turistas.

A parte que vai da Rua Roberto Simonsen até a frente do Palácio da Justica – que recentemente recebeu uma bela iluminação – parece que não faz parte da Praça da Sé da Catedral.

Antiga construção há anos esperando restauração. Foto: Hélio Bertolucci Jr.

Antiga construção há anos esperando restauração. Foto: Hélio Bertolucci Jr.

Por ali inúmeros moradores de rua fazem daquele espaço, sua moradia, seu banheiro e seu espaço para lavar roupas e tomar banho. As reformas concluidas em 2007 onde se gastaram milhões de reais não surtiram efeito. As jardineiras com lodaçal para não serem invadidas não surtiram efeito. Os bancos feitos especialmente para que moradores de ruas não os utilizassem, não surtiram efeito.

Foto: Hélio Bertolucci Jr.

Lodaçal em uma das jardineiras. Foto: Hélio Bertolucci Jr.

Recentemente estive fotografando o local e o que se vê é uma parte da Praça da Sé abandonada, entregue a quem quiser por ali morar. Fico aqui me questionando onde estão os serviços sociais da Prefeitura? E a tal Pastoral dos Moradores de Rua? Quer dizer que serve somente para encenar a morte de Cristo na semana da Paixão?

Uma das minhas fotos (abaixo) feitas no local foi hoje publicada no blog da Rádio CBN de São Paulo, através de contato com o jornalista Milton Jung

 

Foto: Hélio Bertolucci Jr.

Foto: Hélio Bertolucci Jr.

Read Full Post »

Divulgação

Divulgação

O artista plático paulistano Marcelo Senna expõe  seus trabalhos “São Paulo a Lápis” na Galeria Parque Avenida.

Os trabalhos compõem-se de pontos clássicos da cidade de São Paulo como o Vale do Anhangabaú, Avenida Paulista, Praça da Sé e alguns retratando a periferia.

Entre suas obras está um painel de 10 metros com os principais pontos turísticos e históricos da cidade.

Saiba mais sobre o artista:

Read Full Post »

Fotos: Site ResultsOn

Fotos: Site ResultsOn

Foto: Site ResultsOn

Foto: Site ResultsOn

Quem passa pelo galpão pop e colorido na Vila Leopoldina, em São Paulo, dificilmente consegue imaginar que até pouco tempo atrás o prédio abrigava um espaço completamente abandonado pela Arno. Esse foi o local escolhido para receber a sede da SAAD, a descolada marca das irmãs Roberta e Luciana. Após 42 anos de tradição no circuito da moda, iniciada pela matriarca Maria Lucia Saad, o sobrenome da família é referência nas passarelas mundiais.

A matéria é do site ResultsOn e continua:

Leia também. Revista AU

Parabéns pela iniciativa das empresárias.

Read Full Post »